June 16, 2024
Ruídos misteriosos são captados na atmosfera da Terra por Balão

Uma equipe de cientistas descobriu sons enigmáticos na estratosfera terrestre após lançarem um balão movido a energia solar a uma altitude de 20 quilômetros.

Esse fascinante projeto está sendo apresentado durante o 184º encontro da Sociedade Acústica da América.

Os sons detectados são conhecidos como “infrassons”, sendo inaudíveis aos ouvidos humanos, assim como o infravermelho é invisível aos nossos olhos.

Quando essas ondas sonoras são captadas por meio de instrumentos especiais, elas se assemelham a sussurros abafados. Os pesquisadores estão empenhados em desvendar a origem e natureza desses sons intrigantes.

O balão que capturou os ruídos misteriosos foi construído por Bowman usando um sistema de ar quente movido a energia solar. Para a construção desse balão, foram utilizados materiais como folhas de plástico para pintores, fita adesiva e pó de carvão.

O funcionamento do balão é baseado no aquecimento do ar pelo sol, tornando-o menos denso em relação ao ar ao seu redor.

Esse efeito permite que o balão se eleve no ar. Ele alcança a estratosfera antes do pôr do sol, aproveitando a mudança de temperatura nesse momento para iniciar sua descida. Os balões são direcionados pelos ventos e monitorados cuidadosamente por Bowman.

A fim de evitar confusões com equipamentos de espionagem ou interferências com aeronaves, Bowman faz questão de informar a Administração Federal de Aviação sobre seus experimentos.

“Faço isso há uns dez anos, e o fato de haver sons misteriosos que não entendo é preocupante, mas não chega a ser uma revelação”, disse o cientista Daniel Bowman, do Laboratório Sandia, que constrói e lança os balões movidos a energia solar.

Laborarório de Sandia

Os balões do Laboratório Sandia são dispositivos infláveis desenvolvidos para uma variedade de aplicações.

Eles são projetados para flutuar e se manterem suspensos na atmosfera, oferecendo assim uma plataforma versátil para realizar experimentos científicos, monitoramento ambiental, comunicações e muito mais.

Uso em pesquisa científica

Os balões do Laboratório Sandia são amplamente utilizados em projetos de pesquisa científica. Eles fornecem uma plataforma única para realizar experimentos em áreas como meteorologia, física, química e biologia.

Com a capacidade de transportar instrumentos e sensores especializados, esses balões permitem a coleta de dados valiosos em altitudes elevadas, onde as condições atmosféricas são diferentes das encontradas no solo.

Uso em monitoramento ambiental

Devido à sua capacidade de voar em altitudes elevadas e cobrir grandes áreas, os balões do Laboratório Sandia são utilizados para monitorar o meio ambiente. Eles podem transportar sensores que medem a qualidade do ar, a temperatura, a umidade e outros parâmetros ambientais.

Esses dados são essenciais para o estudo das mudanças climáticas, a compreensão dos padrões atmosféricos e a avaliação da qualidade do ar em regiões remotas.

Comunicações e vigilância

Os balões também têm sido empregados para fins de comunicações e vigilância.

Com equipamentos de transmissão e recepção de sinais, eles podem fornecer cobertura de comunicação em áreas remotas ou em situações de emergência, onde a infraestrutura terrestre foi danificada.

Além disso, esses balões podem ser equipados com câmeras e sensores de vigilância para monitorar grandes áreas e auxiliar em operações de segurança.